Fale conosco Adesão Login
X

Use seus dados para acessar

Esqueci minha senha

Conjutivite

A conjuntivite está no ar. Olhos avermelhados, lacrimejantes e com aquela irritante sensação de areia quase sempre são sinais dessa doença, que nada mais é do que uma infecção em uma – ou ambas! – das estruturas externas do olho, a conjuntiva.

 

Existem vários tipos de conjuntivite: a viral (mais comum), a bacteriana, a alérgica e a química. Apenas as duas primeiras são contagiosas. “A do tipo viral, além dos sintomas normais, também pode provocar pontos de hemorragia”, esclarece o oftalmologista Renato Neves, diretor da Eye Care Oftalmologia, em São Paulo.

 

Formas de contaminação

O meio de contaminação mais comum, aquela inocente coçadinha nos olhos, é a principal responsável por epidemias. “Mãos nos olhos, contato com pessoas contaminadas, ambientes fechados, tudo isso ajuda a propagar a conjuntivite. Por esses motivos é que a pessoa que está com conjuntivite viral ou bacteriana deve ficar afastada do trabalho e de locais públicos”, afirma o oftalmologista Paulo Polisuk. Outro meio bastante comum e quase inevitável de contaminação é o ar condicionado. “É um agente multiplicador da doença”, revela Renato Neves.

 

Tratamento

 

A conjuntivite é o melhor exemplo daquela história de que cada caso é um caso. A do tipo alérgica possui todos os sintomas das outras, como vermelhidão e secreção, mas se diferencia pela coceira nos olhos. “Cada tipo de conjuntivite tem um tratamento. A causada por vírus é tratada com antiinflamatórios e a por bactérias, com antibióticos. No caso da alérgica deve ser detectado o agente causador da alergia e o paciente deve procurar um alergista. Já na química, é importante saber o que causou a irritação para poder tratá-la”, diz Paulo Polisuk.

 

Quando a conjuntivite não é devidamente tratada pode gerar complicações que levam até ao comprometimento da visão. Então, usar o remédio que a sua colega de trabalho usou ou algum outro que já figura no seu arsenal farmacêutico é totalmente errado. “A automedicação deve ser evitada. Alguns colírios à base de cortisona podem agravar ainda mais o quadro, caso não sejam prescritos por um médico”, alerta Renato Neves.

 

Prevenção

 

Se proteger do contágio pode parecer impossível. Mas com algumas regras básicas de higiene, a conjuntivite pode ser evitada ou mesmo controlada. “Lavar as mãos e o rosto várias vezes ao dia, limpar os objetos de uso comum com álcool, ter as toalhas de rosto e fronhas trocadas diariamente – a pessoa contaminada deve ter esse tipo de material separado – são algumas das medidas para prevenir a doença ou sua disseminação”, aponta o médico Renato Neves.

 

Paulo Polisuk alerta para o uso de lentes de contato: “Assim que a pessoa sentir algum desconforto ocular, o uso das lentes ser suspenso na hora”, diz ele, lembrando que a melhor maneira de combater a conjuntivite ainda é não fazer vista grossa para os seus sintomas.

 


Fonte:www.bolsademulher.com

Notícias Recentes

Quer simular ou contratar um empréstimo?

Para simular ou contratar empréstimos, basta acessar a área restrita do nosso site. É rápido e seguro e você pode fazer isso de onde estiver. Se tiver dúvidas, consulte o passo a passo que elaboramos para te ajudar.

LER ARTIGO

Suas informações cadastrais estão atualizadas?

Sempre que mudar de endereço, telefone ou e-mail, lembre-se de alterar esses dados no seu cadastro da CBS Previdência. Você pode fazer isso quando quiser e de onde estiver. Veja como é fácil: – Faça o login na área restrita utilizando o seu CPF e a senha pessoal. – Clique no item “Alteração”, localizado no […]

LER ARTIGO

Sider Shopping participa do Dia Livre de Impostos

No dia 06 de junho, o Sider Shopping, localizado em Volta Redonda (RJ), participará novamente do DLI – Dia Livre de Impostos. O evento, realizado simultaneamente em todo o Brasil pela CDL Jovem, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a alta carga tributária no país, oferecendo produtos e serviços sem a incidência de […]

LER ARTIGO

Ação Solidária RS: sua contribuição fez a diferença!

Graças à generosidade de cada um dos colaboradores da CSN e dos aposentados e pensionistas da CBS Previdência, conseguimos arrecadar R$ 269.195,60. Para potencializar ainda mais esta iniciativa, a CSN decidiu não apenas igualar, mas mais do que dobrar o valor doado, resultando em um montante total de R$ 900.100,00. O recurso arrecadado será utilizado […]

LER ARTIGO