Fale conosco Adesão Login
X

Use seus dados para acessar

Esqueci minha senha

Dermatite de Contato

A Dermatite de Contato, uma reação alérgica na pele caracterizada por vermelhidão, inchaço leve e descamação na região afetada, afeta 2 de cada 100 pessoas e resulta da liberação de substâncias químicas por células da pele como resposta à agressão química. O problema é duas vezes mais comum entre as mulheres.

As mãos são o local mais comumente acometido, e as principais substâncias causadoras da alergia incluem látex (p.ex.: luvas de borracha), medicações, cremes, sabões e solventes. Algumas plantas também podem liberar pequenas espículas capazes de produzir esta forma de dermatite.

O que sente a pessoa afetada?

A dor, a queimação e a coceira no local afetado se iniciam minutos ou horas após a exposição ao agente químico. A irritação pode estar associada à formação de pequenas fissuras ou vesículas na pele.

A avaliação médica é essencial para excluir a possibilidade de outras doenças, algumas potencialmente mais graves, tais como Erisipela, Lúpus, Psoríase, Linfoma e reações alérgicas a medicamentos.

Quais exames devem ser feitos?

O diagnóstico da dermatite de contato pode ser feito com base apenas na avaliação médica minuciosa, sem necessidade de exames complementares.

Em alguns casos, seu médico poderá necessitar recursos adicionais para excluir outras doenças. Por exemplo, o exame da região com adição de Hidróxido de Potássio (KOH) é útil para descartar a possibilidade de micoses.

Alguns testes com adesivos podem ser úteis, mas não existem exames capazes de provar que um determinado irritante cutâneo é responsável ou não por um caso específico de dermatite de contato.

Nos casos com suspeita de Linfoma ou Psoríase, podem ser colhidas amostras da pele (biópsia) para análise ao microscópio.

Como é feito o tratamento?

O tratamento da Dermatite de Contato se baseia no emprego de cremes de corticóides, sendo a Fluocinolona um dos mais empregados. Mas atenção: este agente não deve ser empregado em pessoas com infecções em atividade na região afetada. É essencial contar sempre com a indicação do seu médico antes de pensar em utilizar qualquer tipo de remédio.

O contato com solventes, abrasivos e outras substâncias potencialmente irritantes deve ser evitado ao máximo.

Fonte:boasaude.uol.com.br

Notícias Recentes

Ação Solidária RS: sua contribuição fez a diferença!

Graças à generosidade de cada um dos colaboradores da CSN e dos aposentados e pensionistas da CBS Previdência, conseguimos arrecadar R$ 269.195,60 mil. Para potencializar ainda mais esta iniciativa, a CSN decidiu não apenas igualar, mas mais do que dobrar o valor doado, resultando em um montante total de R$ 900.100,00 mil. O recurso arrecadado […]

LER ARTIGO

Ação Solidária: sua doação em dobro

O Estado do Rio Grande do Sul enfrenta uma situação de calamidade pública que está mobilizando todo o País. A CSN está empreendendo diversas medidas para ajudar a população local. Se você quiser fazer parte desta rede solidária, poderá contribuir via PIX para a Fundação CSN. Para potencializar ainda mais esta iniciativa, a CSN irá […]

LER ARTIGO

Confira o Relatório Anual 2023 da CBS Previdência

Já está no ar o Relatório Anual 2023 da CBS Previdência. Nele, você encontra os principais resultados alcançados e os projetos que desenvolvemos ao longo do ano. Com linguagem simples, o documento apresenta detalhes sobre as iniciativas que realizamos para atingir os objetivos definidos no planejamento estratégico e para ajudar a fomentar a importância de […]

LER ARTIGO

Não deixe passar essa oportunidade

Aproveite o recebimento do abono para investir no seu futuro. Ao colocar uma parte do valor recebido no seu plano de previdência complementar, você: – Aumenta o seu saldo – Ganha um desconto no IR Quem faz a declaração completa do Imposto de Renda pode deduzir dos rendimentos tributáveis anuais as suas contribuições para a […]

LER ARTIGO