Fale conosco Adesão Login
X

Use seus dados para acessar

Esqueci minha senha

Imagine-se aposentado

A aposentadoria está na mente de quase todas as pessoas. Ou há a perspectiva dela no futuro, imediato ou não, ou já se chegou lá. E há os “desaposentados” que já a alcançaram, mas continuam trabalhando, na mesma ou em outra atividade.
Pensar na condição de aposentado é também um exercício importante no planejamento estratégico pessoal. Sem pretensão de esgotar o assunto, vamos examinar o que deve balizar esse exercício e as ações a que esse planejamento deve levar.


O QUE LEVAR EM CONTA


Entre as informações que mais motivam a reflexão sobre a aposentadoria destaca-se a de expectativa de sobrevida por idade, levantada anualmente pelo IBGE. A cada ano que passa, ela sempre traz uma boa notícia, a de que em média vamos viver mais que nossos antepassados. Por exemplo, em 1980 os homens de 30 anos de idade tinham em média a expectativa de chegar aos 67,9 anos. As mulheres, que sempre vivem mais, de alcançar os 72,7 anos. Em 2005, esses números foram 72,9 e 78,6, respectivamente.
Mais interessante ainda é acompanhar a expectativa de sobrevida dos que sobrevivem além das médias de sua faixa etária. Tomando-se, por exemplo, só o caso dos homens, os de 50 anos em 1980 tinham a expectativa de viver mais 22 anos, chegando aos 72. Contudo, quem sobreviveu tinha em 2005, então com 75 anos, a expectativa de chegar aos 85,8 anos. A última tabela do IBGE pode ser encontrada no endereço www.ibge.gov.br, seguindo os links população e tábuas completas de mortalidade.


VIVER MAIS E MELHOR


Esse deve ser o foco do planejamento da aposentadoria. As pagas pelo INSS não garantem isso, e num planejamento que envolve o longo prazo há sempre o risco de reformas que reduzem benefícios. Nos últimos 30 anos houve reduções, e veio também no INSS um requisito de idade para o benefício integral, o chamado “fator previdenciário”. Até essa integralidade tem um risco, o de sucumbir à inflação.
No serviço público ainda há aposentadorias de bom tamanho, mas nesse mesmo período aumentou a contribuição e veio um limite de idade. E já foi aprovado outro sistema, pendente de regulamentação, que limitará o benefício básico ao teto do INSS, em particular para novos funcionários. Quem quiser mais deverá buscar um fundo de previdência complementar. De um modo geral, isso é indispensável para quem não tem perspectivas de uma aposentadoria satisfatória ou, se tem, não quer correr o risco de que ela fique insatisfatória lá na frente, onde não há como reescrever o passado.
Viver melhor também envolve a saúde, pois boa parte do aumento da expectativa de vida vem dos avanços da medicina, em sua capacidade estender a vida de pessoas mesmo com saúde precária, o que exige maiores cuidados e custos. Para não correr os riscos do sistema público, não se pode prescindir de um plano de saúde adequado. E muita gente ignora que ao deixar o emprego, na passagem de um plano coletivo empresarial para um individual, o custo sobe fortemente.
Para concluir esta parte, uma palavrinha da Dercy Gonçalves, famosa pelos seus palavrões. Prestes a completar 100 anos de idade, assim concluiu entrevista à Folha (22/04/07): ‘O que vale é você ter dinheiro para se manter, … e não precisar ir para o asilo e tampouco para o hospital de graça.’


E OS ‘DESAPOSENTADOS’?


Esse grupo surge por boas e más razões. Entre estas, a continuidade no trabalho é para muitos apenas um “plano de trabalho complementar”, para aumentar os fracos rendimentos da aposentadoria. Para outros, a “desaposentadoria” vem com a oportunidade de continuar a carreira ou de iniciar uma nova, mesmo que os rendimentos da aposentadoria sejam satisfatórios.
E há outro bom motivo. Trabalhar dá motivação de vida às pessoas, e também é benéfico para a saúde, na medida em que as mantém mais ativas física e mentalmente. Quem optar pelo lazer, deve procurar um que dê trabalho. E na presença desse ganho de saúde, vale até trabalhar de graça.    


Fonte:(Roberto Macedo – O Estado de S.Paulo-29.04)

Notícias Recentes

Quer simular ou contratar um empréstimo?

Para simular ou contratar empréstimos, basta acessar a área restrita do nosso site. É rápido e seguro e você pode fazer isso de onde estiver. Se tiver dúvidas, consulte o passo a passo que elaboramos para te ajudar.

LER ARTIGO

Suas informações cadastrais estão atualizadas?

Sempre que mudar de endereço, telefone ou e-mail, lembre-se de alterar esses dados no seu cadastro da CBS Previdência. Você pode fazer isso quando quiser e de onde estiver. Veja como é fácil: – Faça o login na área restrita utilizando o seu CPF e a senha pessoal. – Clique no item “Alteração”, localizado no […]

LER ARTIGO

Sider Shopping participa do Dia Livre de Impostos

No dia 06 de junho, o Sider Shopping, localizado em Volta Redonda (RJ), participará novamente do DLI – Dia Livre de Impostos. O evento, realizado simultaneamente em todo o Brasil pela CDL Jovem, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a alta carga tributária no país, oferecendo produtos e serviços sem a incidência de […]

LER ARTIGO

Ação Solidária RS: sua contribuição fez a diferença!

Graças à generosidade de cada um dos colaboradores da CSN e dos aposentados e pensionistas da CBS Previdência, conseguimos arrecadar R$ 269.195,60. Para potencializar ainda mais esta iniciativa, a CSN decidiu não apenas igualar, mas mais do que dobrar o valor doado, resultando em um montante total de R$ 900.100,00. O recurso arrecadado será utilizado […]

LER ARTIGO